Principal Política Ben Carson: Diga não a Hillary Clinton - e a Lúcifer

Ben Carson: Diga não a Hillary Clinton - e a Lúcifer

Ben Carson.(Foto: Alex Wong / Getty Images)

CLEVELAND - O neurocirurgião aposentado Ben Carson fez talvez o ataque mais original a Hillary Clinton na segunda noite da convenção republicana - ligando-a ao famoso organizador de esquerda Saul Alinsky e, por extensão, ao Príncipe das Trevas.

Carson, um médico renomado e devoto Adventista do Sétimo Dia, observou que Clinton escreveu sua tese sênior no Wellesly College em Alinsky, autora do famoso manual revolucionário Regras para radicais . Ele também destacou que Alinsky prestou homenagem a Lúcifer no epigrama daquele tratado como o primeiro radical conhecido pelo homem.

Um de seus heróis, seus mentores foi Saul Alinsky, disse Carson, o nome provocando vaias nas arquibancadas na Quicken Loans Arena. Era alguém que ela admirava muito e que afetou todas as suas filosofias posteriormente.

Vamos eleger como presidente alguém que tenha como modelo alguém que reconhece Lúcifer? Pense nisso, ele continuou.

Ele contrastou isso com o que afirmava ser a piedade e a fé intrínseca da América em uma divindade judaico-cristã.

Esta é a nação onde nosso documento fundador, a Declaração da Independência, fala sobre certos direitos inalienáveis ​​que vêm de nosso criador, disse ele. Esta é uma terra onde nosso juramento de fidelidade diz que somos ‘uma nação sob Deus’. Esta é uma nação onde cada moeda em nosso bolso e cada nota em nossa carteira diz ‘Em Deus nós confiamos’.

Carson profetizou consequências nefastas caso os Estados Unidos permitissem que a agenda progressista secular prevaleça.

Se continuarmos a permitir que eles tirem Deus de nossas vidas, Deus se retirará de nós. Não seremos abençoados e nossa nação irá por água abaixo. Seremos responsáveis ​​por isso, disse ele.

Divulgação: Donald Trump é o sogro de Jared Kushner, editor da Braganca Media.

Artigos Interessantes