Principal Política De Nova Camisa Pesquisa da FDU mostra corrida presidencial competitiva em Nova Jersey

Pesquisa da FDU mostra corrida presidencial competitiva em Nova Jersey

Hillary Clinton e Barack Obama lideram por pouco John McCain em Nova Jersey, de acordo com uma pesquisa PublicMind da Fairleigh Dickinson University divulgada esta manhã.

Em confrontos diretos, Clinton e Obama derrotaram McCain por 5 pontos de margem - com Clinton tendo 48% contra 43% de McCain, e Obama tendo 47% contra 42% de McCain. Obama parece atrair mais dos independentes, enquanto Clinton tem um apoio mais forte da base democrata do estado.

Isso difere de uma pesquisa Rasmussen divulgada no início desta semana, que mostra John McCain liderando tanto Clinton quanto Obama, embora dentro da margem de erro da pesquisa.

Quando os entrevistados puderam escolher entre os três candidatos, no entanto, 37% foram para McCain, 35% foram para Obama e apenas 18% foram para Clinton. Mas McCain também foi a última escolha de 43% dos eleitores, enquanto Clinton foi a última escolha de 32% e Obama o menos favorito de apenas 25%.

“New Jersey reflete a raça nacional”, disse o professor da FDU Dan Cassino. 'Clinton é uma figura polarizadora, obtendo mais apoio da base democrata à custa de solidificar o apoio de McCain entre os republicanos.'

A pesquisa também mostrou que os democratas de Nova Jersey estão divididos sobre se as longas primárias presidenciais estão prejudicando as primárias, com 51% um pouco ou muito preocupados e 48% um pouco ou nada preocupados.

Cinquenta e cinco por cento dos democratas também disseram que gostariam de ver Clinton e Obama concorrendo juntos, embora estivessem divididos sobre quem gostariam de ver no topo, com 44% escolhendo Clinton e 42% escolhendo Obama.

E embora o governador Corzine faça campanhas incansáveis ​​em todo o estado e em todo o país por Clinton, apenas três democratas sabem que ele está apoiando Clinton.

A pesquisa também mediu o índice de aprovação do presidente Bush em Nova Jersey, que é de 26%.

A pesquisa entrevistou 816 eleitores registrados entre o dia 24 de marçoºe 30º, com margem de erro de mais ou menos 3,5%. Dos 417 democratas pesquisados, a margem de erro é de mais ou menos 5%.

Artigos Interessantes