Principal Entretenimento 'Luzes apagadas' é uma desculpa triste para um filme de terror

'Luzes apagadas' é uma desculpa triste para um filme de terror

Gabriel Bateman e Teresa Palmer em Luzes apagadas .Foto: New Line Cinema

Eu iria até um drive-in em Newark para ver o filme de terror certo. Um pequeno clone de casa mal-assombrada pálido e ineficaz chamado Luzes apagadas não é o único.


LIGHTS OUT ★
( 1/4 estrelas )

Escrito por: Eric Heisserer
Dirigido por:
David F. Sandberg
Estrelando: Teresa Palmer, Gabriel Bateman e Maria Bello
Tempo de execução: 81 min.


O diretor sueco David F. Sandberg, em sua estreia no cinema, trabalha duro para quebrar as correntes em uma difícil história de suspense sobre uma força sinistra do mal que invade a vida de uma garota chamada Rebecca (Teresa Palmer). Ela está ausente desde os 16 anos, mas para onde ela foi ninguém sabe. Tudo o que sabemos é que sua mãe bipolar, de olhos baggy, Sophie (em um elenco de desconhecidos, o que Maria Bello está fazendo neste filme?) Tinha uma amiga chamada Diana quando as duas passaram algum tempo em um asilo quando as meninas e a mãe estiveram secretamente comunicando-se com seu cadáver desde então. Agora, quando Rebecca retorna à casa de sua infância para salvar seu irmão mais novo, Martin (Gabriel Bateman) de pesadelos e assassinato, uma criatura horrível ganha vida na escuridão e ameaça destruir todos eles. Este carniçal comedor de carne é, claro, Diana, coberto de feridas apodrecendo e presas à mostra que podem morder o concreto.

Com a ajuda de seu namorado Bret (Alexander DiPersia), Rebecca se empolga para expulsar o espírito maligno de casa. Como a criatura aparece apenas quando as luzes se apagam, o pequeno roteiro de Eric Heisserer concentra-se quase inteiramente no número de maneiras engenhosas e engenhosas que os personagens sonham para manter as luzes acesas, evitar o próximo ataque e permanecer vivo - luzes de velas, lanternas, telefones celulares, o carro na garagem - antes que as baterias acabem. O L.A.P.D. chega, mas os policiais são tão burros que não são páreo para Diana, nem o filme. A diversão se esgota rapidamente, assim como o fator pegadinha.

A publicidade distribuída à crítica na pré-estreia de Luzes apagadas Eu participei dos Estados Unidos, este filme foi classificado como PG-13 para terror! Queres apostar?

Artigos Interessantes